Colaboradores

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Devolve

Devolva-me...
Os sonhos adormecidos,
As perdidas ilusões
Do tempo ainda em que,
Entrelaçados permaneciam
Nossos corações.

Devolva-me...
O tempo que passou,
Tudo que não se realizou
Para que se renove a esperança
Daquele imenso amor,
De quem sempre te acreditou.

Marlene B. Cerviglier

Hematomas no coração

Talvez seja muito simples falar de perdas.
Sentir não.
De todas as receitas que nos dão, nenhuma surte efeito.Calmantes, chás, palavras consoladoras ao pe´do ouvido.,até aquele abraço apertado e carinhoso de todos, nada funciona.
O hematoma se estabeleceu e vai demorar em desaparecer.
Eu diria que não desaparece, fica oculto às vezes, mas qualquer brecha abre-se novamente.
Não existe dor maior do que perder alguém.
Não é preciso morrer alguém, só perder já é doloroso.
Sente-se um vazio como se o estomago estivesse nas costas, o coração não se ouve mais a fala quase não sai.
Não se tem força energia nenhuma, o querer dormir se esconder não falar!
Socorro não agüento mais!
Porque, por quê?
Nem sempre as respostas ajudam.
Outro dia amanhece outra noite chega o tempo vai passando a ferida vai ardendo menos, mas esquecer nunca.
Deixar de lado rancores ódios magoa arrancando tudo isto do peito como se fossem ervas daninhas.
Porém o hematoma continua se vê através dos olhos caídos o reflexo dele!
Sentir-se invadir pela solidão como amiga, chega-se até a ter prazer nela.
A dor das perdas, doença que todos de uma forma ou outra passarão em suas vidas. Sejam crianças jovens ou adultos é infalível.
Hematomas que ficarão em nossos corações para sempre.Deixando em nossas vidas a experiência ainda que amarga de uma dor que nunca chegará ao fim.

Marlene B. Cerviglieri


Este belo texto expressa um pouco de como me sinto em relação a tudo que tenho vivido!

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Faz de conta

Tudo bem! Você venceu!
Então,tá!Concordo!
Vamos brincar de "faz de conta"

Quando você acordar de manhã, e sair da cama sem me dizer uma única palavra,
Faço de conta que está tudo bem!

Quando você estiver do meu lado e agir como se eu não estivesse ali,
Faço de conta que não me importo!

Quando tudo pra você for prioridade, e pra mim só for o resto do seu tempo (se sobrar),
Faço de conta que não percebi.

Quando você me ligar (só pra não ouvir cobranças), e não tiver nenhum assunto pra falar,
Faço de conta que ligou porque estava com saudades, ou só pra saber como eu estava

Quando tiver e se tiver um tempo pra me abraçar, e me dizer que sempre fui única,
Faço de conta que acredito!

Quando me procurar depois de uma briga como se nada tivesse acontecido,
Faço de conta que ouvi de você um pedido de desculpas por tudo que me disse.

Mas agora é sua vez de fazer de conta...

Se me ver triste, se não ver mais um sorriso meu, se me ver chorar
Faz de conta, faz de conta que não viu!

Não me pergunte o porque
Pois nessa brincadeira de faz de conta, não vale verdades!

Você faz de conta que não me magoou, e que nada aconteceu,
Eu?
Eu faço de conta que SOU FELIZ!!!

Fenix

Amor em alemão é Liebe

Amor em Alemão é Liebe

Boa noite, Sr. Liebe.
Não vou fazer rodeios e direi, de uma vez só, o que está acontecendo.
O senhor vai morrer.
Pronto. É isso.
Não dura muito.
Aviso, desde já, que o Senhor não tem culpa nenhuma.
Digo isso com absoluta certeza, e lhe asseguro que o Senhor é um dos homens mais fortes que já conheci.
Todavia, o Senhor, mesmo sendo belo e forte e grande como um touro, sabe que sua saúde só se mantém forte se cuidarem dela, já que sozinho, e sem o mínimo de auxílio e cuidado de outrem, o Senhor não consegue se manter vivo.
Desde que nasceu tem esta síndrome, não consegue se alimentar sozinho ou respirar sem ajuda.
É como um recém nascido, alguém tem que lhe guardar, cuidar, e, infelizmente, quem cuida do Senhor, não sabe sequer cuidar de si próprio.
Imagina estes pobres coitados que, talvez nem amem a si mesmos, terem, ainda, que tomar conta com todo carinho e desvelo de outro ser tão frágil quanto o Senhor.
O que chega a me impressionar, é que, até agora, aos trancos e barrancos, e sabe se lá como, fizeram do Senhor esta bela figura, este ser imenso, que todos que o cercam notam de longe a sua grandeza e seu esplendor.
Diria mesmo que é de causar inveja.
Mas, lamento lhe dizer que nos últimos tempos, pelo estado em que o Senhor se encontra, foi só degradação, preocuparam-se demais com suas seguranças ou inseguranças e deixaram o Senhor por conta própria.
Lamento muito, pois poucas vezes, em todo meu tempo como médico, estive diante de um ser humano com tanto futuro pela frente, com tanto potencial físico, intelectual e emocional.
É uma pena, porque alguém como o Senhor é único e poderia fazer a diferença no mundo.

Encontrei este texto maravilhoso em www.carlosbrasil.com.br

Texto

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Agradecimento

Hoje quero apenas agradecer você, que tirou um tempo do seu dia tão corrido,para passar por aqui e ler as mensagens que escrevo.
Gostaria que soubesse que pra mim isso é muito importante!
Como escrevi na primeira postagem é como se alguém ouvisse meu grito!
Obrigada Cristiane, por ser a primeira seguidora do meu blog.
Obrigada a todos que tenho fé em Deus que participarão deste blog e com suas palavras me ajudarão a superar tudo que passei e que ainda estou passando.
OBRIGADA!!!

Fenix